Builders FirstSource

Empresa de materiais de construção aprimora a eficiência dos negócios e a qualidade da experiência do usuário final com a plataforma de borda Aruba EdgeConnect SD-WAN

  • Perfil do cliente

    A Builders FirstSource é o maior fornecedor nos EUA de produtos de construção estrutural, componentes de valor agregado e serviços para o mercado de construção profissional. A empresa também fabrica treliças para telhado e piso, painéis de parede, escadas, janelas de vinil, marcenaria e acabamentos personalizados, e portas internas e externas.
    • Vertical: Industrial e manufatura, Serviços
    • Local: Dallas, Texas, Estados Unidos
    • Porte do cliente: aproximadamente 26 mil funcionários em 550 locais de 42 estados

    Caso de uso

    Simplifique a WAN legada centrada em roteador para melhorar o desempenho de aplicativos, a confiabilidade da rede e a eficiência dos negócios.

    Requisitos

    • Suportar várias interfaces com recursos corporativos em uma plataforma unificada
    • Oferecer os mais altos níveis de desempenho de rede e de aplicativos
    • Simplificar as operações com gerenciamento centralizado
    • Otimizar as implantações de WAN na borda com configurações padronizadas

    Resultados

    • Aumento da largura de banda disponível de 1,5 Mbps para até 250 Mbps em alguns locais
    • Melhor desempenho do aplicativo, reduzindo a latência em até 90%
    • Redução do tempo para converter um novo local em online de um dia inteiro para 20 minutos
    • Melhor qualidade de experiência para usuários finais, melhorando a produtividade
    • Visibilidade aprimorada com controle mais granular do fluxo de tráfego de aplicativos

    Nos EUA, os profissionais de construção sabem que a Builders FirstSource fornece produtos de alta qualidade, um fornecedor e fabricante líder nacional de materiais de construção estruturais para projetos de edificação comercial e residencial. Porém, a WAN da empresa, construída com roteadores tradicionais, era difícil de gerenciar e não conseguia mais acompanhar o crescimento dos negócios.

    Uma colcha de retalhos desatualizada de switches e roteadores forçou os locais remotos a fazer o backhaul de todo o tráfego para um dos dois data centers centrais. Para o gerente sênior de rede Greg Taylor, essa abordagem complexa de rede exigia uma revisão para não apenas simplificar a WAN, mas também melhorar a eficiência e o desempenho no processo. “Para mim, a SD-WAN foi a resposta para os nossos problemas de rede”, diz Taylor.

    Uma SD-WAN que funciona

    Taylor fez uma auditoria e avaliou vários fornecedores de SD-WAN, incluindo a Aruba (anteriormente Silver Peak), Cisco Viptela, Cisco Meraki, Riverbed, Citrix e CloudGenix. A maioria dos produtos ficou aquém por vários motivos: muito complicado, falta de recursos corporativos, só funcionava com um tipo de interface ou tinha uma plataforma desconectada.

    Por outro lado, a plataforma Aruba EdgeConnect Enterprise, uma SD-WAN autônoma da Aruba, empresa da Hewlett Packard Enterprise, destacou-se por sua amplitude de recursos e facilidade de uso. De fato, o console de gerenciamento do Aruba Orchestrator foi um fator importante na escolha da Aruba.

    Taylor explica: “Precisamos de uma solução SD-WAN que ofereça os mais altos níveis de desempenho de rede e aplicativo e também simplifique as operações com orquestração e gerenciamento centralizados. Nós realmente gostamos do Orchestrator porque é muito mais fácil implementar configurações padronizadas de forma central, utilizando um conjunto comum de modelos, e saber que vai funcionar.”

    Implementação rápida de recursos avançados de rede

    Taylor e sua equipe estão implantando a plataforma EdgeConnect em todos as localidades da Builders FirstSource, concluiu aproximadamente 250 implantações até o momento e tem adicionado mais de uma dezena de localidades à SD-WAN a cada semana.

    Na maioria dos locais, o EdgeConnect se conecta a um circuito MPLS e a um link de banda larga de 100 Mbps. Onde há disponibilidade de vários provedores de serviços de internet, a Taylor está substituindo o MPLS pela banda larga dupla. Muitos locais também têm um modem 4G LTE como backup.

    Ao vincular dois links em cada local, permitindo que ambos os links fossem usados ativamente de forma simultânea e aproveitando os recursos avançados, como condicionamento de caminho, qualidade de serviço (QoS) e controle de caminho dinâmico na plataforma, o tempo de atividade da rede melhorou radicalmente. “Tivemos alguns locais que perderam a conexão MPLS, mas não tiveram nenhum tempo de inatividade da WAN”, diz Taylor.

    Entrega da mais alta qualidade de experiência

    “Um de nossos objetivos com a SD-WAN era aumentar a largura de banda disponível para nossos sites remotos”, diz Taylor. “Temos algumas localidades que passaram de linhas T1 de 1,5 Mbps para links de banda larga com 250 Mbps para download e 100 Mbps para upload. Velocidades incríveis. Em seguida, aplicando QoS e modelagem de tráfego, deixamos nossos funcionários muito felizes.”

    O impacto na qualidade da experiência para os usuários finais é impressionante. Por exemplo, em um local, anteriormente o download de e-mail demorava tanto que as pessoas saíam para tomar um café.

    Depois de implantar o EdgeConnect, Taylor diz que estava ao telefone com uma pessoa naquele local e pediu que esta pessoa verificasse o e-mail enquanto conversavam. “Ele disse: ‘Uau, acabou de abrir. Isso nunca aconteceu antes.’ Portanto, sabemos que a SD-WAN está fazendo uma verdadeira diferença na produtividade.”

    A otimização da WAN acelera o acesso remoto a aplicativos

    Taylor e sua equipe também adicionaram o pacote opcional Aruba Boost de desempenho de otimização de WAN à plataforma unificada EdgeConnect para resolver os problemas de latência em um dos locais remotos da empresa no Alasca.

    A conexão ao sistema ERP no Texas para executar um trabalho de impressão no Alasca estava demorando muito. O uso do Boost proporcionou uma melhoria de 90% na latência efetiva para que os funcionários pudessem concluir as impressões mais rapidamente e prosseguir com outras tarefas.

    Em um futuro próximo, Taylor também vê oportunidades para utilizar o firewall baseado em zona unificada dentro do EdgeConnect para liberar a internet local a aplicativos confiáveis, bem como para simplificar o roteamento de LAN nos locais remotos.

    Controle simplificado de tráfego de aplicativos

    Taylor também valoriza o aumento do nível de visibilidade e controle sobre os fluxos de tráfego de aplicativos que a plataforma EdgeConnect oferece. Ao utilizar a interoperabilidade de roteamento unificado e o Orchestrator para criar sobreposições de intenção comercial com políticas específicas de QoS, Taylor diz: “O tráfego é roteado automaticamente da maneira mais eficiente.”

    Desde então, Taylor conseguiu aposentar os antigos roteadores Cisco na maioria dos locais remotos, simplificando o trabalho de gerenciamento de rede. Por exemplo, ele tinha algumas localidades na rede MPLS conectando-se através do data center do Texas para acessar o aplicativo POS na Califórnia, o que gerava latência.

    “Através do Orchestrator, pudemos alterar facilmente o roteamento para evitar esse caminho extra, marcar o tráfego com um valor de QoS, e tudo funcionou”, observa Taylor. “Isso foi fantástico para economizar tempo.”

    Simplifica a disponibilização de novos locais online

    À medida que a implementação da SD-WAN se aproxima da finalização, a Builders FirstSource agora está preparada para continuar a crescer, ganhando a capacidade de abrir novas instalações com mais rapidez e eficiência.

    Taylor ressalta que, uma vez que os circuitos são provisionados, ele pode simplesmente conectar o dispositivo EdgeConnect, configurá-lo e deixá-lo totalmente operacional em cerca de 20 minutos. A criação de um roteador convencional nesse mesmo cenário levaria um dia inteiro de um de seus engenheiros de rede.

    “Estou muito satisfeito com a plataforma de borda EdgeConnect SD-WAN”, relata Taylor. “Economiza muito tempo e minimiza a probabilidade de erro humano. Com o EdgeConnect, temos muito mais granularidade na forma como roteamos o tráfego, o que nos dá a flexibilidade necessária para permitir que o negócio cresça e se adapte às novas oportunidades.”

    Leia mais

    Com o EdgeConnect, temos muito mais granularidade na forma como roteamos o tráfego, o que nos proporciona a flexibilidade necessária para que o negócio cresça e se adapte a novas oportunidades.
    Greg Taylor, engenheiro sênior de rede, Builders FirstSource
  • Perfil do cliente

    A Builders FirstSource é o maior fornecedor nos EUA de produtos de construção estrutural, componentes de valor agregado e serviços para o mercado de construção profissional. A empresa também fabrica treliças para telhado e piso, painéis de parede, escadas, janelas de vinil, marcenaria e acabamentos personalizados, e portas internas e externas.
    • Vertical: Industrial e manufatura, Serviços
    • Local: Dallas, Texas, Estados Unidos
    • Porte do cliente: aproximadamente 26 mil funcionários em 550 locais de 42 estados

    Caso de uso

    Simplifique a WAN legada centrada em roteador para melhorar o desempenho de aplicativos, a confiabilidade da rede e a eficiência dos negócios.

    Requisitos

    • Suportar várias interfaces com recursos corporativos em uma plataforma unificada
    • Oferecer os mais altos níveis de desempenho de rede e de aplicativos
    • Simplificar as operações com gerenciamento centralizado
    • Otimizar as implantações de WAN na borda com configurações padronizadas

    Resultados

    • Aumento da largura de banda disponível de 1,5 Mbps para até 250 Mbps em alguns locais
    • Melhor desempenho do aplicativo, reduzindo a latência em até 90%
    • Redução do tempo para converter um novo local em online de um dia inteiro para 20 minutos
    • Melhor qualidade de experiência para usuários finais, melhorando a produtividade
    • Visibilidade aprimorada com controle mais granular do fluxo de tráfego de aplicativos

    Nos EUA, os profissionais de construção sabem que a Builders FirstSource fornece produtos de alta qualidade, um fornecedor e fabricante líder nacional de materiais de construção estruturais para projetos de edificação comercial e residencial. Porém, a WAN da empresa, construída com roteadores tradicionais, era difícil de gerenciar e não conseguia mais acompanhar o crescimento dos negócios.

    Uma colcha de retalhos desatualizada de switches e roteadores forçou os locais remotos a fazer o backhaul de todo o tráfego para um dos dois data centers centrais. Para o gerente sênior de rede Greg Taylor, essa abordagem complexa de rede exigia uma revisão para não apenas simplificar a WAN, mas também melhorar a eficiência e o desempenho no processo. “Para mim, a SD-WAN foi a resposta para os nossos problemas de rede”, diz Taylor.

    Uma SD-WAN que funciona

    Taylor fez uma auditoria e avaliou vários fornecedores de SD-WAN, incluindo a Aruba (anteriormente Silver Peak), Cisco Viptela, Cisco Meraki, Riverbed, Citrix e CloudGenix. A maioria dos produtos ficou aquém por vários motivos: muito complicado, falta de recursos corporativos, só funcionava com um tipo de interface ou tinha uma plataforma desconectada.

    Por outro lado, a plataforma Aruba EdgeConnect Enterprise, uma SD-WAN autônoma da Aruba, empresa da Hewlett Packard Enterprise, destacou-se por sua amplitude de recursos e facilidade de uso. De fato, o console de gerenciamento do Aruba Orchestrator foi um fator importante na escolha da Aruba.

    Taylor explica: “Precisamos de uma solução SD-WAN que ofereça os mais altos níveis de desempenho de rede e aplicativo e também simplifique as operações com orquestração e gerenciamento centralizados. Nós realmente gostamos do Orchestrator porque é muito mais fácil implementar configurações padronizadas de forma central, utilizando um conjunto comum de modelos, e saber que vai funcionar.”

    Implementação rápida de recursos avançados de rede

    Taylor e sua equipe estão implantando a plataforma EdgeConnect em todos as localidades da Builders FirstSource, concluiu aproximadamente 250 implantações até o momento e tem adicionado mais de uma dezena de localidades à SD-WAN a cada semana.

    Na maioria dos locais, o EdgeConnect se conecta a um circuito MPLS e a um link de banda larga de 100 Mbps. Onde há disponibilidade de vários provedores de serviços de internet, a Taylor está substituindo o MPLS pela banda larga dupla. Muitos locais também têm um modem 4G LTE como backup.

    Ao vincular dois links em cada local, permitindo que ambos os links fossem usados ativamente de forma simultânea e aproveitando os recursos avançados, como condicionamento de caminho, qualidade de serviço (QoS) e controle de caminho dinâmico na plataforma, o tempo de atividade da rede melhorou radicalmente. “Tivemos alguns locais que perderam a conexão MPLS, mas não tiveram nenhum tempo de inatividade da WAN”, diz Taylor.

    Entrega da mais alta qualidade de experiência

    “Um de nossos objetivos com a SD-WAN era aumentar a largura de banda disponível para nossos sites remotos”, diz Taylor. “Temos algumas localidades que passaram de linhas T1 de 1,5 Mbps para links de banda larga com 250 Mbps para download e 100 Mbps para upload. Velocidades incríveis. Em seguida, aplicando QoS e modelagem de tráfego, deixamos nossos funcionários muito felizes.”

    O impacto na qualidade da experiência para os usuários finais é impressionante. Por exemplo, em um local, anteriormente o download de e-mail demorava tanto que as pessoas saíam para tomar um café.

    Depois de implantar o EdgeConnect, Taylor diz que estava ao telefone com uma pessoa naquele local e pediu que esta pessoa verificasse o e-mail enquanto conversavam. “Ele disse: ‘Uau, acabou de abrir. Isso nunca aconteceu antes.’ Portanto, sabemos que a SD-WAN está fazendo uma verdadeira diferença na produtividade.”

    A otimização da WAN acelera o acesso remoto a aplicativos

    Taylor e sua equipe também adicionaram o pacote opcional Aruba Boost de desempenho de otimização de WAN à plataforma unificada EdgeConnect para resolver os problemas de latência em um dos locais remotos da empresa no Alasca.

    A conexão ao sistema ERP no Texas para executar um trabalho de impressão no Alasca estava demorando muito. O uso do Boost proporcionou uma melhoria de 90% na latência efetiva para que os funcionários pudessem concluir as impressões mais rapidamente e prosseguir com outras tarefas.

    Em um futuro próximo, Taylor também vê oportunidades para utilizar o firewall baseado em zona unificada dentro do EdgeConnect para liberar a internet local a aplicativos confiáveis, bem como para simplificar o roteamento de LAN nos locais remotos.

    Controle simplificado de tráfego de aplicativos

    Taylor também valoriza o aumento do nível de visibilidade e controle sobre os fluxos de tráfego de aplicativos que a plataforma EdgeConnect oferece. Ao utilizar a interoperabilidade de roteamento unificado e o Orchestrator para criar sobreposições de intenção comercial com políticas específicas de QoS, Taylor diz: “O tráfego é roteado automaticamente da maneira mais eficiente.”

    Desde então, Taylor conseguiu aposentar os antigos roteadores Cisco na maioria dos locais remotos, simplificando o trabalho de gerenciamento de rede. Por exemplo, ele tinha algumas localidades na rede MPLS conectando-se através do data center do Texas para acessar o aplicativo POS na Califórnia, o que gerava latência.

    “Através do Orchestrator, pudemos alterar facilmente o roteamento para evitar esse caminho extra, marcar o tráfego com um valor de QoS, e tudo funcionou”, observa Taylor. “Isso foi fantástico para economizar tempo.”

    Simplifica a disponibilização de novos locais online

    À medida que a implementação da SD-WAN se aproxima da finalização, a Builders FirstSource agora está preparada para continuar a crescer, ganhando a capacidade de abrir novas instalações com mais rapidez e eficiência.

    Taylor ressalta que, uma vez que os circuitos são provisionados, ele pode simplesmente conectar o dispositivo EdgeConnect, configurá-lo e deixá-lo totalmente operacional em cerca de 20 minutos. A criação de um roteador convencional nesse mesmo cenário levaria um dia inteiro de um de seus engenheiros de rede.

    “Estou muito satisfeito com a plataforma de borda EdgeConnect SD-WAN”, relata Taylor. “Economiza muito tempo e minimiza a probabilidade de erro humano. Com o EdgeConnect, temos muito mais granularidade na forma como roteamos o tráfego, o que nos dá a flexibilidade necessária para permitir que o negócio cresça e se adapte às novas oportunidades.”

    Com o EdgeConnect, temos muito mais granularidade na forma como roteamos o tráfego, o que nos proporciona a flexibilidade necessária para que o negócio cresça e se adapte a novas oportunidades.
    Greg Taylor, engenheiro sênior de rede, Builders FirstSource
Feedback